Política de Segurança Alimentar

 

Está registado no manual do plano HACCP toda a metodologia seguida e seu planeamento. O manual do plano HACCP, pretende fazer uma abordagem generalista da empresa Vinícola Castelar, dos princípios inerentes à política e objectivos da qualidade e segurança alimentar, para além de nele fazer constar toda a informação referente às características dos produtos, à identificação dos pontos críticos de controlo, nas diferentes etapas das diversas funções da actividade, e das medidas preventivas/correctivas que a empresa não abdica de implementar com vista à garantia da qualidade e segurança alimentar.

A Gerência da Vinícola Castelar, Lda., com responsabilidades executivas, define e promulga uma política de segurança alimentar, ciente da sua importância para os clientes internos e externos, com os quais mantém uma relação estreita e transparente, e para a melhoria dos processos, comprometendo-se com os seguintes princípios:

Manter os edifícios e as infra-estruturas associadas segundo os PPR(s) exigidos à actividade de produção de bebidas alcoólicas que desenvolve nas suas instalações;

Dispor de locais, ambiente de trabalho e instalações adequados para os trabalhadores;

Qualificar e avaliar periodicamente os fornecedores e exigir rigor na qualidade dos produtos fornecidos. Manter uma boa comunicação com os mesmos com o objectivo de assegurar a qualidade e segurança alimentar das matérias-primas, bem como dos aditivos e auxiliares tecnológicos; 

Assegurar o fornecimento de ar, água, energia e outros serviços para produzir produtos seguros para o cliente e para assegurar o bem-estar dos trabalhadores;

Contribuir para um melhor ambiente, através da utilização adequada dos recursos, bem como do tratamento dos resíduos resultantes da actividade fabril;

Assegurar a adequação do equipamento e a sua acessibilidade para limpeza, manutenção e manutenção preventiva;

Avaliar e promover continuamente a satisfação dos clientes;

Implementar, manter e rever o Sistema de Gestão de Segurança Alimentar de modo a assegurar a realização de produtos em conformidade com os procedimentos estabelecidos, a cumprirem os requisitos legais vigentes e os requisitos contratuais assumidos com os clientes;

Assegurar a identificação, avaliação e controlo dos perigos e riscos relacionados com a Segurança Alimentar, obedecendo aos requisitos estipulados pela metodologia H.A.C.C.P.(Hazard Analysis and Critical Control Points) bem como, pela regulamentação vigente e o Codex Alimentarius;

Aplicar as preocupações do cliente a todas as áreas onde esteja em causa a segurança alimentar (adega, cave, cozinha, enchimento, armazém e movimentação de produtos);

Tomar como desígnio da Vinícola Castelar, Lda. a defesa da segurança alimentar de todos os consumidores, tomando-a nuclear do seu negócio;

Manter activa a comunicação com todas as partes interessadas (fornecedores, clientes, entidades fiscalizadoras e outros), questões relacionadas com a segurança alimentar.

Difundir os objectivos subjacentes a esta política, criando indicadores de acompanhamento no sentido da melhoria continuada;

Garantir a competência dos colaboradores quer ao nível das Boas Práticas quer na gestão do Sistema de Gestão e Segurança Alimentar, facultando-lhes a necessária formação;

Assumir um plano de reacção imediato sempre que perante a hipótese de “crise alimentar”. 

A Gerência da Vinícola Castelar, Lda., promove a divulgação interna da Política de Segurança Alimentar de modo a que todos os colaboradores sintam a responsabilidade e o impacto das suas tarefas no Sistema de Gestão da Segurança Alimentar. As suas formas de divulgação traduzem-se essencialmente:

  • No acesso ao Manual de Segurança Alimentar;
  • Na afixação da Política da Segurança Alimentar em local visível aos colaboradores.

 

Produto em Destaque

Espumante Castelar Baga

As uvas, nascidas de vinhas com cerca de 30 anos, foram vindimadas no estado ideal de maturação para a realização de um espumante “blanc de noir”, equilibrado e de qualidade. Durante a vinificação, optou-se por uma prensagem muito suave e por uma temperatura de fermentação controlada. A espumantização pelo método clássico iniciou-se em Março de 2011, refermentando em garrafa na cave a 15 °C, seguindo um período de estágio, sobre borras, de 3 anos. No final o espumante apresenta uma cor rosada, com efervescência continua e abundante e um aroma a frutos vermelhos. Na boca sente-se uma frescura intensa e uma acidez viva. O Espumante proporciona um final de boca bem estruturado e persistente.